Em toda organização que tem o diálogo como valor necessita de um espaço seguro de fala e de escuta. Certamente isso vai ser muito exigido nas reuniões. Mas, será que os encontros que se propõem ao diálogo bastam? Depende.

Existem fatores anteriores e posteriores às reuniões que são fundamentais para garantir a dialogicidade. Se dependemos apenas dos encontros para nos expressar, corremos o risco das pessoas estarem com muita coisa a dizer acumulada. Então, essa pressão toda virá à tona, podendo derrubar pauta e tudo.

Por isso, é importante termos uma “caixa de entrada”, onde todos podem depositar antecipadamente suas tensões, propostas, informações, etc. É importante que alguém leia (ou escute) isso tudo, para montar o backlog da reunião.

Talvez essa ideia não resolva as pressões nos encontros, no entanto, certamente alivia. Cada um já chegará mais tranquilo, pois teve a oportunidade de colocar algo que teria a dizer e soube que alguém considerou o que foi posto. E sairá mais tranquilo, pois tem a garantia de que tem uma “caixa de entrada” para depositar suas ideias para a próxima vez.

Reuniões com pauta estruturante e com método que ajudam a promover a autogestão.