Padrões de governança

Criação de papéis operacionais

Descrição:  Pode ter surgido no mapeamento de tensões a necessidade de mais clareza de responsabilidades ou de distribuição de autoridade na organização como um todo ou numa equipe em particular. Essa ferramenta tem o objetivo de apoiar o processo de criação dos papéis em um modelo autogerido.

Quando usar: Esta é uma dinâmica muito útil quando o time de trabalho já existe, ou seja, já exerce atividades, porém ainda não utiliza papéis. 

Passo-a-passo ou Como usar: 

  1. Brainstorming de atividades: Cada membro da equipe começa listando tudo o faz, sem filtros. Uma atividade por post it. 

  • Clusterização: Agora todas as atividades serão agrupadas em colunas. Vocês podem fazer isso por pessoa ou por equipe, dado que muitas atividades são compartilhadas dentro de um mesmo grupo.

  • Descrição do papel
      1. Nomeação: Depois que as atividades estiverem em colunas, atribua um nome divertido e um propósito claro, específico e inspirador para cada coluna. Cada coluna será um papel que pode ser realizado por uma ou mais pessoas. Caso seja um grupo maior que 3 pessoas, que precisa tomar decisões em conjunto, isso pode se tornar um círculo.
      2. Revisão das responsabilidades: Revise as responsabilidades para eliminar repetições, revise a redação iniciando por um verbo no infinitivo.
      3. Complete os demais itens: Para trazer ainda mais clareza, complete os demais itens do modelo para cada papel criado: Domínio e Restrições – O que é aquilo sobre o que este papel pode decidir sozinho? Artefatos de domínio exclusivo – Quais são os documentos, sistemas ou outros artefatos culturais sobre os quais somente este papel tem autoridade? Data de avaliação: quando este papel será avaliado?
  • Consentir a criação dos papéis.

 

 

Origem: Sociocracia Brasil.